Sem teu amor, o meu eu morreu

Amanheceu
E você se foi
Me despedí
Sem saber o quê
O esperava
Naquela manhã

Meu dia agora
Não tem cor
E o meu café
Já não tem sabor
Meu riso fácil
Se perdeu

A sua presença
Ausente, dói
A sua ausência
Presente faz,
Dilacerar os meus
Sonhos vãos.

Sem seu amor o meu eu morreu!

(Lucas Lima)