Felicidade

Quimera que és,
Só é quista
Quase que indistintamente,
Por ser tão ilusória
Quanto as divinas
Orgias e querelas.
Quanto a guerra
De Zeus e Hera
Por filhos e deslizes.
Por seres engôdo,
Por seres sonho…

Por que querermos o
Tangível,  se com as mãos
Os temos?
Por que querermos
O possível,  se após
Ele
Atingido
Nos restará somente
O vazio?

(Lucas Lima)