Estaremos aqui

Apesar dos brutos
Estaremos aqui.
Melhores e mais
Belos,
Pra quem
Nos ouvir.
Apesar do ódio
Estaremos aqui
Nós e os nossos,
Tentando sorrir.
Apesar do cinza
As cores virão
Seremos o que
Somos,
Primavera a
Florir.
Mordaças e berros
Não vão nos calar
Por mais que venha o
Ferro,
A bomba e o dano,
A poesia existir,
Será nossa
Lanterna,
Nosso dom de
Amar.
Mesmo quando
O céu
Solenemente
Calar
Ao clamor dos pobres
E deus não cuidar.
Quando nenhuma
Prece puder nos
Curar
Quando nenhum
Sentido
Puder nos guiar
A arte e o protesto
Haverão de ornar
O nosso caminho.

(Lucas Lima)