Maieutica

Filosofia:
Uma buceta
Parindo
Conceitos.
Sócrates,
Arrancando
De seus oponentes
Suas próprias
Crias.
Tripudia
Das crianças
Feias
Paridas pelos
Incautos.
Hoje,
Na pós-verdade
Os ratinhos
Com que Sócrates
Brincava,
Tomaram o poder!
É a força dos tolos
É a obtusidade
Dos medíocres
Que dá o tom
De uma canção triste.
O amor ao saber
Está morto.
Bucetas se fechem
Parceiros se calem
Nesse novo mundo
Nada nasce,
Nada cresce.
Tempos áridos,
Vidas mortas.
É o que resta…

Lucas Lima