Chuva

Olhar a chuva
Pela janela.
Querer estar
Neste batismo
Salutar
Da natureza.
Ensopar a alma
Em um banho gélido.
Indefinidamente
E infinitamente,
Mesmo que por
Instantes,
Lavar-se de todo
O mal.
Que sob a chuva,
Se estabeleça
A minha prece,
Oh, deusa
Que vivifica as
Coisas belas
E tangíveis
Que vivemos.

Oh, chuva!

Lucas Lima