Voa

Voa,
Chegaste no mundo
Sem nada.
O que fizer é lucro.
Desdenha da mediocridade,
Sorria ante o perigo
Arrisque,
Em nome do que ama
Faça aquilo que não foi ousado
Pelos seus antepassados.
Vá em frente!
Seja sua melhor versão
Todos os dias.
Desafie seus próprios fundamentos
E medos.
Salve -se de si mesmo.
Nada mais piegas
Que a ode ao que foras
Ontem.
Rasgue-se
Divida-se
Multiplique-se.
Foda essa porra toda!
Você não precisa ser somente
Bom.
Você pode ser demais,
Transbordar
Compartilhar seu excesso.
O mundo clama
Que você se supere.
Creia,
Dá pra ser lindo,
Forte e safo.
Não deixem que determinem
Seu tamanho.
Você pode ser muito,
Mais muito mais
Do que fôra
Até agora.
Rasgue a falsa bonomia
E humildade.
Vá onde outros não foram,
Mesmo que não saiba,
Quais perigos te aguardam.
O que levamos desse estalo
De tempo, é o frio na barriga
Que sentimos,
À cada grande merda que fazemos.
À cada grande ato que admiramos
No rol de tudo
Que realizamos.
Apenas seja.
Apenas faça.
Apenas force.
Apenas ame.
Apenas.
Apenas…
Deixe essa porra toda sem um ponto final

Lucas Lima