Alma

Alma

Eu sinto que alma
É algo de intermédio
Entre a libido e a oração
Entre a mente e a mão.
Aquilo que você não toca
Mas está sempre presente.
O riso de uma criança,
A presença de um pai ausente.
Eu penso que a alma
É aquilo que se angustia
Quando presencio a injustiça.
Aquilo que me sufoca,
Aquilo que me enfeitiça.
Eu vivo como se a alma
Fosse, o que mesmo eu sou.
Não sei o que ela é, a contento.
Dado isso, como poeta, eu invento.

Lucas Lima